Por onde anda?
ADONIRAN BARBOSA
Compositor responsável pelos grandes sucessos interpretados pelo grupo paulistano "Demônios da Garoa".

"Adoniran Barbosa" se chamava João Rubinato. Nasceu em Valinhos, interior paulista, e a verdadeira data de seu nascimento é 06 de agosto de 1912. Data que foi "maquiada" para o ano de 1910 para que ele pudesse trabalhar ainda menino.

Morou nas cidades de Jundiaí (SP) e Santo André (SP).

Aos 22 anos se mudou para São Paulo (Capital), onde morou em uma pensão para tentar ganhar a vida. O rapaz já escrevia as primeiras composições.

Participava do programa de calouros de Jorge Amaral, na Rádio Cruzeiro do Sul e após muitos gongos, conseguiu passar com o samba "FILOSOFIA", de Noel Rosa. O ano foi 1933 e ele ganhou um contrato passando a cantar em um programa semanal de 15 minutos.

Em 1933 passou a usar o nome artístico de Adoniran Barbosa. O prenome incomum era uma homenagem a um amigo de boemia e o Barbosa foi extraído do nome do sambista Luiz Barbosa, ídolo de João Rubinato.

Em 1934 compõe com J. Aimberê, a marchinha DONA BOA que venceu o concurso carnavalesco organizado pela Prefeitura de São Paulo, no ano seguinte. Casou-se com Olga, uma moça que namorava já há algum tempo. O casamento durou pouco menos de um ano, mas é dele que nasce a única filha de Adoniran: Maria Helena.

Em 1941 foi para a Rádio Record, onde fez humorismo e rádio-teatro, e só sairia com a aposentadoria, em 1972. Foi lá que criou tipos inesquecíveis como Pernafina e Jean Rubinet, entre outros.

Em 1949 casa-se pela 2ª vez com Matilde de Lutiis, que foi sua companheira por mais de 30 anos.

Em 1955 estreou o personagem Charutinho, seu maior sucesso no rádio, no programa História das Malocas de Oswaldo Molles.

Participou também, como ator, das primeiras telenovelas da TV Tupi, como "A pensão de D. Isaura". O reconhecimento, porém, vem somente em 1973, quando grava seu primeiro disco e passa a ser respeitado como grande compositor.

Viveu com simplicidade e alegria. Nunca perdeu o bom humor e seu amor por São Paulo, em especial pelo bairro do Bixiga (Bela Vista).


Faleceu na cidade de São Paulo, no dia 23 de novembro de 1982. Foi sepultado no Cemitério da Paz, no Morumbi.
Adoniran Barbosa 01 pa Adoniran Barbosa 02 pa Adoniran Barbosa 03 pa
Adoniran Barbosa 04 pa Adoniran Barbosa 05 pa Adoniran Barbosa 06 pa
Adoniran Barbosa 07 pa Adoniran Barbosa 08 pa