Publicidade:
#Compartilhe essa notícia:
MIGRAÇÃO AM-FM
Governo assina portaria que obriga produção de rádios com FM estendido
22 de setembro de 2017 - sexta-feira












FOTO: portal R7

Importante noticia para o rádio brasileiro que envolve o processo de migração AM-FM. O governo brasileiro assinou uma portaria que obriga a disponibilidade do FM estendido (FMe) em receptores FMs produzidos no Brasil.

A assinatura ocorreu durante o congresso da Abratel (Associação Brasileira de Rádio e Televisão), realizado ontem (21) e que segue hoje (22) na capital paulista.

Essa assinatura, que será publicada no Diário Oficial da União, foi assinada pelos ministros Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e Gilberto Kassab (Ciência e Tecnologia e Comunicações).

A medida passa a ser válida a partir desta publicação no Diário Oficial da União, podendo aumentar de forma significativa o acesso à faixa estendida (76 a 88 MHz). Esta faixa que será utilizada pelas migrantes AM-FM nos grandes centros brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, entre outras cidades e regiões.

Atualmente a faixa estendida é acessível apenas em aparelhos receptores que disponibilizam “troca de região” na banda FM, ou seja, ao selecionar o “Japão” nas configurações é possível “abrir o espectro FM” a partir de 76.3 FM. E, de forma tímida, já existem alguns receptores automotivos e de mão que disponibilizam a faixa estendida, indo de 76 a 108 MHz.

A tendência é de que a oferta aumente consideravelmente a partir de hoje, lembrando que a Anatel trabalha para iniciar a “canalização” do FM estendido a partir do segundo semestre de 2018, podendo ser que o prazo seja encurtado conforme os andamentos dos trabalhos da agência. E, segundo afirmações feitas no congresso da Abratel, a expectativa é de que a migração AM-FM seja concluída até o início de 2019.


FONTE: tudoradio